10/30/2013

na conversa boa e franca
surge a consciência de viver
estar de bem com o mundo
e aprender

10/24/2013

Planos e projetos
fazem parte de minha vida
mesmo que bagunçados
mesmo que incabados
ou mal começados

Planos e projetos
são fruto da imaginação
muitos são inconscientes
outros não
com o seu jeito nonsense
você escreve poesias sem pensar
é o caos vibrante e lindo
que me faz te invejar
que nasce neste momento
é a lembrança que me reconforta
a lembrança de ti caro leitor
que justifica toda vida e amor

10/22/2013

a brevidade da vida
nos chama correndo
é preciso viver
é preciso correr
é preciso amar

a brevidade da infância dos filhos
nos chama correndo
eles crescem rápido
eles aprendem muito
até coisas erradas que fazemos

por fim, nossa consciência e memória são breves
e por si só cairão no vazio
mortos seremos um dia
só espero não ser com nossas próprias palavras
pois a brevidade não tarda por chegar
e fim
do alto ao todo
vejo-me frágil e dependente
dependo do ar
da água
do sol
do vento
de você
pois o ser humano não consegue viver sozinho
e precisamos um do outro pra viver
eu escrevo poesias
quando sinto fome
quando sinto sede
quando desejo viver
e saciar-me com palavras

10/20/2013

eu escrevo poesias livremente
como o vento que vai
como o sol que se põe
e ninguém mais pode demovê-lo de se por todos os dias

eu escrevo poesias
porque gosto
e escrevo sim
jamais não

10/14/2013


o dente nasce rasgando as gengivas
com dor e choro aprendemos a mascar
comer comida de gente grande
morder nossos inimigos...
o mundo se expande...

o tempo passa e o destino do dente é morrer
cair
ser removido
mas aquele que resta
é amado e querido

tem gente que diz
falar de dente é falar de morte
eu digo o contrário
falar de dente é falar de independência

enquanto os tivermos podemos comer nossa própria comida
mastigando nós mesmos
o maná dos céus
livre e desassossegada
a alma respira com liberdade
com toda plenitude que a retrata
livre como o vento

10/09/2013

vida
é o simples conduzir
das coisas que queremos
nem sempre conseguimos
mas sempre tentamos

morrer
é deixar de tentar
de querer
de viver
hoje vivo o ócio construtivo
preencho meu dia com coisas simples do dia a dia
coisas que não consigo fazer quando estou ocupado

a noite chega
e o jantar já está pronto
esperando a família que chegará

hoje vivo algo construtivo
que não foi um ócio
mas a construção de uma pedra a mais na história de minha família

10/08/2013

hoje deixei tudo pela metade
fragmentos de projetos inconclusos
peças de quebras cabeças banguelas
uma pessoa diria que é um fracasso
outras diriam que é deixando coisas pra se fazer
de qualquer modo terei o que fazer nos próximos dias
graças à metade que sobrou
a história da sua vida é um livro em branco
e por onde quer que passamos deixamos uma página escrita
por fim, acabamos com um livro sem páginas, apenas capas

o que importa não é o que dizemos que somos
mas o que os outros dizem de você

ler o que sabemos nada vale
o importante é ser lido e ser reconhecido
e ler o que o outro escreve para poder mais aprender
o mar da vida é bravio
vem e volta
volta e vem
mas a saudade é a ancora firme que liga as gerações
de gentes e mais gentes que vem e vão